Ansiedade eventual faz parte da nossa vida. Você pode se preocupar com coisas como saúde, dinheiro e problemas familiares. Pessoas com transtorno de ansiedade generalizada (TAG), ficam extremamente preocupadas ou nervosas com essas questões e muitas outras da vida, mesmo quando existe pouca ou nenhuma razão para isso. Existe uma dificuldade enorme para controlar a angústia e manter o foco em atividades do dia a dia.

A boa notícia é que existe tratamento para o TAG.

Sinais e sintomas

TAG pode surgir de forma lenta. Geralmente sintomas iniciam durante a adolescência ou início da vida adulta. Sintomas comuns são:

  • Preocupação excessiva com atividades cotidianas
  • Dificuldade para controlar preocupação e/ou nervosismo
  • Saber que a preocupação é desproporcional
  • Sentimento de inquietação e dificuldade para relaxar
  • Dificuldade para se concentrar
  • Facilmente assustado e/ou irritado
  • Dificuldades relacionadas ao sono
  • Sentimento de cansaço frequente
  • Dores inespecíficas

Adultos geralmente se preocupam com:

  • Emprego e performance
  • Saúde física e financeira
  • Bem estar familiar
  • Responsabilidades

Crianças e adolescentes podem ter outros tipos de preocupações, como:

  • Medo de performance na escola ou em esportes
  • Preocupação com catástrofes

Adultos ou crianças podem sentir sintomas físicos associados a ansiedade. Esses sintomas fazem com que seja difícil o funcionamento diário e causam queda na qualidade de vida. Sintomas podem melhorar e piorar dependendo do ambiente e situação. Geralmente existe piora quando há estresse envolvido, conflitos, doença, períodos com maior cobrança no trabalho ou escola.

Pessoas com TAG interpretam o ambiente e situações como se houvesse um perigo real iminente. O corpo acompanha esse sentimento e muitas vezes da sinais de desgaste através de dores, tontura, mal estar e até mesmo diarreia.

Como é ter TAG

“Eu ficava preocupado e nervoso o tempo todo. Minha família falou que não tinha porque eu agir daquela forma, mas mesmo assim eu ficava muito incomodado. Eu sofria ao ir ao trabalho, não conseguia me concentrar direito, tinha dificuldade para dormir a noite, ficava pensando o tempo inteiro em problemas e ficava irritado facilmente”.

O que causa TAG

Em alguns casos existe uma herança genética importante, mas ninguém sabe ao certo quem pode ou não ser acometido por essa doença.

Várias partes do cérebro, assim como diferentes processos biológicos, fazem parte do controle do medo e ansiedade. Até o momento temos apenas hipóteses do porque as pessoas sofrem com esse transtorno, não existe uma definição em relação ao funcionamento cerebral nesses quadros.

Tratamento

Converse com seu médico sobre os sintomas. O médico deverá fazer perguntas sobre seu histórico de saúde para descartar que exista uma relação da doença com problemas físicos não resolvidos.

O tratamento consiste em psicoterapia e/ou medicação.

Psicoterapia

Terapia cognitivo comportamental é muito útil no manejo de sintomas. Essa terapia ensina a pessoa a ter modos diferentes de pensar, se comportar e reagir as situações, auxiliando no controle da ansiedade e preocupação.

Medicações

Seu médico deve trabalhar em conjunto com você para definir qual a melhor medicação para tratar os seus sintomas. Diferentes tipos de remédios podem ser utilizados:

  • Inibidores seletivos da recaptação da serotonina
  • Inibidores da recaptação da serotonina e noradrenalina
  • Outras medicações serotoninérgicas
  • Benzodiazepínicos

Não desista do tratamento rapidamente. Tanto a psicoterapia quanto as medicações demoram algum tempo para fazer efeito. Além das intervenções descritas acima, não podemos esquecer que um estilo de vida saudável é uma ferramenta que pode ajudar no combate a ansiedade. Faça o possível para dormir de forma adequada, se exercitar com frequência e se alimentar de forma equilibrada. Sempre que possível, conte com familiares e amigos para lhe auxiliar em momentos delicados.